1023abb1 C253 49b4 9221 Dc46fd39d299

Dia de escuta na favela da Maré, no Rio de Janeiro

Guiados por Eliana e Jailson de Sousa e Silva, os facilitadores do FBDC conheceram na última quarta-feira, dia 8 de agosto, as realidades das Marés, seus símbolos e desafios, primeiro em roda de conversa e na sequência vivenciando cada espaço.

“Todas as nossas ações tiveram início a partir da vontade de impactar na melhoria da qualidade de vida dos moradores da favela da Maré”, disse Eliana.

Durante a tarde, no Galpão Bela Maré, foram apresentadas experiências comunitárias a partir da visão de seus gestores. Isabela Porto iniciou o bate-papo contando sobre as atividades da Escola de Dança da Maré, enquanto Bira Carvalho e Francisco Valdean mostraram imagens de exposições e projetos desenvolvidos pelo Imagem do Povo. Também contaram suas histórias os fundadores do Ponto Cine, maior exibidor de filmes nacionais no país, do Nós do Morro, do Instituto Inhotim e da Fundação Casa Grande, de Nova Olinda.

Coroando o dia repleto de depoimentos emocionantes e inspiradores, a Premiação Mestre das Periferias congratulou a escritora Conceição Evaristo, o líder indígena Ailton Krenak, o líder quilombola Antonio Nêgo Bispo e a socióloga, defensora dos direitos humanos e vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (em memória). Cerca de 100 pessoas acompanharam os encontros durante todo o dia, entre integrantes do Fórum, agentes culturais, representantes de instituições e público geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X