FBDC participa do MicBr, no corredor cultural da Avenida Paulista

O Fórum Brasileiro pelos Direitos Culturais (FBDC) participa na próxima semana, de 5 a 11 de novembro, do MicBR, maior evento da economia criativa brasileira. Serão mais de 200 atividades, de 10 setores criativos, entre palestras, debates, cursos de capacitação, networking, rodadas de negócios, mentorias e atrações culturais, no corredor cultural da Avenida Paulista.

Na quinta-feira, dia 8 de novembro, das 10h às 12h, na Unibes Cultural, uma roda de conversas reúne mulheres empreendedoras da cena cultural, todas integrantes do FBDC, para contarem suas histórias e trocarem experiências. Mediada por Paula Martins, Luciana Modé e Carla Vidal, a mesa trará Maria Ignez Mantovani, da Expomus; a cineasta Yael Steiner, Ana Carla Fonseca (Cainha), da Garimpo Soluções Ana Helena Curti, da Arte3; a advogada Cris Olivieri, Cristina Morales, do Grupo Raça, e Ana Paula Urlass, da Criatividade Sustentável

No dia seguinte, dia 9, sexta-feira, no mesmo horário, no Teatro Eva Hertz, o tema será o Mercado de ópera no Brasil e as conexões com a América Latina. Estarão presentes Tatyana Rubim, Diretora do Theatro Municipal de São Paulo; Flávia Furtado, Diretora Executiva Festival Amazônia de Ópera e João Guilherme Ripper, presidente da Academia Brasileira de Música. A mediação fica por conta de Nelson Kunze, editor da Revista Concerto.

Em tempos de fechamento de livrarias e mudança nos hábitos de consumo a partir da internet, a mesa da tarde, no mesmo dia 9, das 14h às 16h, no IMS, irá tratar de Literatura, educação e cultura: Formação de leitores. Fernanda Garcia, da CBL e Ricardo Meireles da J Leiva, traçam um panorama sobre a influência da escolaridade na formação e desenvolvimento de público no setor cultural a partir da pesquisa Cultura nas Capitais. A mesa terá a mediação do jornalista e escritor, Afonso Borges.

FBDC no MICBR

Dia 8/11, quinta-feira, 10h às 12h (Unibes Cultural)

Empreender cultura: Mulheres contam suas histórias

Um canal aberto para ouvir a história de diversas mulheres empreendedoras da cena cultural que fazem parte do FBDC. Uma roda de conversas com:

Maria Ignez Mantovani, diretora da empresa EXPOMUS – Exposições, Museus, Projetos Culturais

Ana Carla Fonseca, diretora da Garimpo de Soluções

Yael Steiner, fundadora da Yael Steiner Cine e Cultura

Ana Helena Curti, diretora da Arte3 Produção e Marketing Cultural

Cristiane Olivieri, Diretora da Olivieri e Associados Advocacia

Cristina Morales, Diretora Executiva do Grupo Raça

Ana Paula Urlass, fundadora da Criatividade Sustentável

Mediação:

Paula Martins, jornalista e empreendedora cultural

Luciana Modé, coordenadora Observatório Itaú Cultural

Carla Vidal, produtora independente

Dia 9/11, sexta-feira, 10h às 12h (Teatro Eva Hertz)

O mercado de ópera no Brasil e as conexões com a América Latina: Oportunidades e desafios

Pretende apresentar o panorama de um mercado pouco conhecido, mas que mobiliza a produção cultural em toda a América Latina, com coproduções, circulações de obras etc.

Participam desse debate os membros do Fórum:

. Tatyana Rubim – Diretora do Theatro Municipal de São Paulo.

. Flavia Furtado – Diretora Executiva Festival Amazônia de Ópera,

. João Guilherme Ripper – presidente da Academia Brasileira de Música;

Mediação: Nelson Kunze – Diretor – Editor Revista Concerto

Dia 9/11, 14h às 16h (IMS)

Literatura, educação e cultura: Formação de leitores

A partir da pesquisa Cultura nas Capitais, lançadas pela J Leiva e Data Folha, em julho de 2018, a mesa pretende trazer um panorama sobre a influência da escolaridade na formação e desenvolvimento de públicos para a cultura e como a tecnologia impacta no consumo cultural.

Participam desse debate:

. Fernanda Garcia – diretora executiva da Câmara Brasileira do Livro;

. Ricardo Meireles – Jornalista e coordenador de conteúdo e estudos em pesquisa da J Leiva;

Mediação: Afonso Borges, Sempre um Papo

Informações e inscrições pelo site.

Entrada gratuita

Sobre o MicBR

O Ministério da Cultura (MinC) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) promovem, na cidade de São Paulo, a primeira edição do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MicBR), megaevento de negócios que vai reunir centenas de empresas e milhares de criadores e empreendedores dos setores culturais e criativos do Brasil e de outros países. O MicBR será realizado de 5 a 11 de novembro, no corredor cultural da Avenida Paulista, com o objetivo de impulsionar a internacionalização da produção cultural brasileira e o intercâmbio entre os países, em especial da América do Sul.

Ao longo dos sete dias, é esperada a participação diária de 2 mil pessoas nas atividades de mercado, e de 3 mil, na programação cultural. Esses números devem saltar para até 30 mil pessoas no fim de semana que encerra o evento, em 10 e 11 de novembro, nas diferentes atrações espalhadas por centros culturais da Avenida Paulista.

O megaevento reunirá cerca de 500 empresas e aproximadamente 100 compradores internacionais. Na programação, estão incluídas rodadas de negócios (em que produtores e compradores ficam frente a frente), espaços para a troca de contatos profissionais (networking), oportunidades de apresentação de produtos e serviços (pitchings), além de atividades de capacitação para empreendedores, como palestras, seminários, oficinas e clínicas de mentoria. Apresentações artístico-comerciais (showcases) de música, artes cênicas, moda e gastronomia também fazem parte da programação. A expectativa é que o MicBR movimente mais de US$ 10 milhões em negócios.

Evento engloba dez setores

O MicBR nasce inspirado em experiências exitosas realizadas em outros países, como o Mercado de Indústrias Criativas Argentinas (MICA) e o Mercado de Indústrias Culturais do Sul (MICSUL). O evento brasileiro abrangerá dez setores da economia criativa: artes cênicas (circo, dança e teatro), audiovisual (cinema, TV, publicidade e novas mídias), animação e jogos eletrônicos, design, moda, editorial, música, museus e patrimônio, gastronomia, e artes visuais.

Oito países sul-americanos confirmaram participação: Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai, além do anfitrião Brasil. Até 100 empresas de mais de 30 países serão convidadas a participar na condição de compradoras. Em outra frente, a Apex-Brasil promoverá um seminário Brasil-China durante o evento, para estimular as relações comerciais entre os dois países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X